5 dicas para quem não tem experiência com tatuagem em pele negra

A tatuagem em pele negra, geralmente, pode soar como um desafio para alguns tatuadores — principalmente para quem ainda não tem muita experiência.

De fato, tatuar nesse tipo de pele é um pouco diferente das mais claras: exige um pouco mais de atenção e cuidado do tatuador. Mas não precisa torcer o nariz. Os resultados podem ficar igualmente incríveis!

Neste post, você vai conferir algumas dicas fundamentais para não cometer deslizes ao realizar a tatuagem em pele negra e ter clientes satisfeitos saindo do seu estúdio.

Por que tatuagem em pele negra é diferente

A pele negra oferece uma certa resistência ao processo de pigmentação em comparação à pele branca. Não quer dizer que ela seja pior ou melhor, mas sim que exige procedimentos diferentes da pele clara.

Isso acontece porque as peles em tons escuros têm muito mais melanina, fazendo com que algumas tintas fiquem escondidas — com aquele efeito mais apagado.

Além disso, a preparação da pele antes da tatuagem é muito importante. Sempre converse com seu cliente antes do dia marcado para a tatuagem e dê as orientações de preparação necessárias para que corra tudo bem no grande dia!

5 dicas para tatuagem em pele negra

Opte por desenhos sem muitos detalhes

Algumas vezes, o cliente já pode chegar com sua própria ideia — mas , para que o resultado final seja satisfatório, é necessário que o tatuador diga o que vai ou não funcionar para cada pessoa.

No caso das peles negras, desenhos com detalhes muito pequenos e sutis podem não sair como o esperado, porque a melanina pode interferir e deixar esses traços pouco visíveis.

Oriente seu cliente a escolher desenhos mais abertos: eles dão um contraste melhor com a pele após a cicatrização

Teste antes de começar

Como a pele negra tem suas particularidades — e pode desenvolver queloides ou não pegar a cor tão facilmente —, o ideal é que, antes de botar a mão na massa, você faça um pequeno teste com o cliente.

Escolha uma área do corpo pouco visível e, com uma agulha do tamanho da que você planeja usar e a tinta escolhida, faça um pequeno ponto. Isso vai ajudar vocês dois a observarem como a pele reage à tinta e como ela cicatriza.

Escolha as cores com cuidado

Muita gente diz que a tatuagem em pele negra só dá certo com tinta preta, mas isso não é verdade! Você pode sair do lugar comum e soltar a criatividade se tiver alguns cuidados.

Esse tipo de cútis não se dá bem com todas as tintas, o que gera muitas dúvidas em tatuadores e clientes. Aqui vão algumas dicas:

  • em pessoas morenas, de pele um pouco mais clara, evite usar roxo e azul. Se não puder substituir por outra cor, então use tons mais claros.
  • em mulatos, o preto e o cinza dão ótimos contrastes, brilho e sombras. Vale também apostar em laranja e amarelo.
  • se a pele for muito escura, o ideal é que o preto seja a cor mais presente.
  • evite a tinta branca, que é mais densa e tem uma cicatrização mais demorada.

Evite o free hand

Por se tratar de um tipo de pele com mais particularidades, o ideal é produzir o desenho com antecedência, estudando todos os aspectos da imagem e suas cores e contrastes para ter um projeto adequado a este tipo de pele. Só então partir para a marcação na pele e começar a usar as agulhas!

Oriente o cliente na fase de cicatrização

O modo como a tatuagem recebe cuidados na cicatrização influencia muito no resultado final — principalmente na pele negra, que pode desenvolver queloides.

Por ser uma pele mais oleosa, a cicatrização também pode ser mais lenta. Além dos cuidados com higiene nos primeiros dias, sempre oriente seu cliente a usar hidratante diariamente para manter o brilho do desenho, além de protetor solar, para quem as cores não fiquem opacas.

Se você curtiu nossas dicas de tatuagem em pele negra e conhece mais alguém que também vai gostar de ler sobre isso, compartilhe este post nas suas redes sociais!

banner-ebook-2
Recent Posts