Lettering tattoo: aprenda técnicas, como fazer, e muito mais

As tatuagens escritas possuem uma variedade tão grande quanto os desenhos. Ao fazer uma lettering tattoo, existem diversos estilos que podem servir como referência.

Um dos mais elaborados, por exemplo, é o Criminal Lettering, muito usado por artistas de raiz — como Richard Nunes. Ele se inspira bastante nos moldes e traços de artes urbanas de contracultura, pixações e graffiti.

Você tem interesse em conhecer melhor o lettering tattoo? Veja a seguir nossas dicas para você colocar a tendência em prática e aprimorar sua técnica!

Esteja em constante desenvolvimento

Para desenvolver uma técnica de lettering, você, enquanto tatuador, precisa definir seu objetivo. Se você pretende se tornar especialista em tatuagens escritas, vai precisar fazer cursos específicos para aprimorar sua caligrafia. É isso que vai te permitir criar letras exclusivas no free hand e se afirmar no mercado.

Por outro lado, se você pretende usar a escrita apenas como composição para os desenhos, não pense que não vai precisar se preocupar tanto com isso.

É claro que existem muitas fontes prontas disponíveis para esse fim na internet, mas é importante assimilar os tipos de estéticas possíveis para tipografias — até mesmo para aplicar corretamente nos desenhos.

De qualquer forma, além de estudos e profissionalização na área, outra prática importante e essencial é treinar. Nada ensina e proporciona mais embasamento para um tatuador do que muita prática e repetição.

Saiba buscar referências

Como dissemos, o treino e o estudo vão te proporcionar uma boa bagagem de referências. Mas, caso você queira novos insights e precise de uma fonte pronta, existem ótimas maneiras de encontrar ideias.

Em softwares como o Microsoft Word já é possível encontrar algumas tipografias — a maioria delas menos adornada. Já no site DaFont existem possibilidades mais variadas.

Ao definir a fonte para uma lettering tattoo, pense também no local em que ela será feita. Áreas grandes como o peitoral, o abdômen, as costas e o antebraço requerem espessuras maiores, por exemplo.

Aprenda a incorporar lettering no desenho

Quando o rabisco não é exclusivamente uma lettering tattoo, é preciso tomar muito cuidado. O desenho por si só já possui alguma informação que causa um efeito específico.

É ele o protagonista da tattoo, e todas as formas da tipografia precisam ornar com esse significado já presente. A melhor maneira de acertar na escolha da fonte é partir desse conceito.

Não escolha um estilo apenas porque parece ser legal ou bonito. Conheça a mensagem que cada tipografia transmite. Se a tattoo é um retrato, por exemplo, uma tipografia com estilo de gangue pode não ser a melhor combinação.

Entenda como incorporar arabescos ao lettering tattoo

O uso de ornamentos em lettering tattoo também deve ser cauteloso. Mesmo que a intenção seja colocar algum adorno, as palavras não podem deixar de ser legíveis.

É indiscutível que cada elemento que compõe a tattoo, independentemente do estilo, precisa ser inteligível, certo? O mesmo deve acontecer com as tattoos escritas.

Valorize práticas rotineiras

Temos certeza de que você não que ser o autor de uma daquelas tattoos com erros de grafia que se vê pela internet, não é mesmo? Por isso, parta sempre do princípio de que você pode ter cometido algum erro no stencil — e confira várias vezes para garantir que as palavras estão corretas.

Peça também a revisão de seus colegas e do próprio cliente, afinal, principalmente nesse caso, é melhor prevenir do que remediar!

Agora que você já conhece várias dicas para aprimorar sua habilidade em lettering tattoo, assine nossa newsletter para receber conteúdos personalizados!

banner-ebook-2
Recent Posts