Montando o portfólio: entenda como fotografar melhor as tatuagens

Montar um portfólio é um passo essencial para divulgar o seu trabalho e atrair mais clientes.

Nesse momento, é preciso considerar alguns cuidados na hora de fotografar tatuagens para garantir que todas retratem com fidelidade não apenas os detalhes, mas também a qualidade técnica aplicada.

Para ajudar você nessa tarefa, reunimos algumas dicas essenciais que vão deixar suas fotos mais atraentes e profissionais. Confira!

Iluminação ao fotografar tatuagens

A iluminação tem um papel fundamental na hora de fotografar tatuagens. Por isso, evite ambientes escuros ou com iluminação quente — onde há lâmpadas amareladas, por exemplo, pois elas possui menos lúmens e são menos potentes do que as brancas usadas na iluminação fria.

Também procure evitar misturá-las para não causar variações de cor em uma mesma foto. Além disso, é importante usar sempre luz difusa que ilumina igualmente todo o espaço e não cria sombras, já que a luz direta e focada pode deixar a pele “estourada” e diminuir a qualidade da imagem ao capturar os detalhes das tattoos.

Uso do flash

Outra dica referente à iluminação se trata do uso do flash, item tão comum em fotografias do cotidiano, mas que aqui deve ser dispensado.

O seu uso pode causar tanto manchas e brilho indesejados quanto distorções de tonalidade da tatuagem, e isso fará com que o seu trabalho não seja retratado da maneira como deveria.

Portanto, busque evitar não apenas o flash mas também refletores, holofotes ou outras fontes de luz semelhantes que possam causar, como já citamos, iluminação direta.

Momento certo para fotografar

Esse é outro detalhe simples, mas que faz muita diferença durante o processo. Muitos tatuadores acabam se deixando levar pela ânsia de fotografar seus trabalhos e acabam fazendo imagens assim que terminam de tatuar, já que acreditam ser esse o melhor momento, enquanto ainda não estão secas, para capturar as cores.

Mas não se deixe enganar: a pele estará irritada e inchada devido ao processo de inflamação local e isso acabará se sobressaindo à tatuagem. Portanto, espere a cicatrização e aí sim fotografe-a, afinal, é esse resultado final o que conta para o cliente.

Modo da câmera

Ao fotografar tatuagens menores, com tamanhos inferiores a 5 cm, é interessante que você utilize sua câmera no modo macro, ou seja, de perto e com ajuste manual.

Assim, você captura os mínimos detalhes e ainda produz um efeito diferenciado na imagem final. Já para as maiores você pode usar o modo retrato, isto é, a foto onde há um elemento principal — neste caso a tattoo — em destaque.

Posicionamento

O posicionamento da tatuagem na foto é bastante importante para que ela seja, de fato, o destaque da imagem.

Para garantir que você alcance esse objetivo é possível usar as guias — que nada mais são do que uma ferramenta da câmera que permite dividir seu visor em 9 quadrados, semelhante ao “jogo da velha”— e assim centralizar a tattoo sem erros.

Programas de edição

Se for necessário realizar correções de cor, brilho, contraste, saturação ou fazer algum recorte, o uso de um programa de edição é bem-vindo.

Na internet, é possível encontrar vários editores para essa finalidade — como o Photoshop, da Adobe, que é o mais conhecido no segmento —, inclusive versões online para que você não precise baixar e instalar.

Apenas lembre-se de não pesar na mão e transformar a imagem em algo irreal, pois o intuito é apenas valorizar e realçar as fotos.

Seguindo os passos que citamos ao longo deste post você terá sucesso ao fotografar tatuagens e isso refletirá diretamente na qualidade do seu portfólio, que terá imagens bem produzidas para divulgar o seu trabalho.

Gostou das nossas dicas e tem outras sugestões para compartilhar com a gente? Então não deixe de comentar!
 
 
 

VOCÊ QUER SE TORNAR UM ESPECIALISTA EM REALISMO EM 2017?

Para todos aqueles que tem o desejo em se tornarem especialistas em realismo. Eu preparei com muita dedicação dois cursos 100% online para lhe ajudar a dar os primeiros passos.

Os cursos são de Realismo Preto e Branco e Realismo Colorido e eu desenvolvi baseado nos workshops presenciais que realizei em anos anteriores sem com acesso a poucas vagas.

Agora você pode ter acesso todas essas informações e muito mais. Para isso eu vou deixar o link da página dos dois cursos para que você possa ter acesso a todas as informações e como  adquiri-los.

 

CURSO DE REALISMO PRETO E BRANCO

Clique no Link para saber mais : http://bit.ly/realismo-preto-branco

 

 

CURSO DE REALISMO COLORIDO

Clique no Link para saber mais : http://bit.ly/realismo-colorido

 

 

Espero ajudar você a aprimorar e crescer ainda mais!

Muito sucesso e muita tattoo para você em 2017!

Fernando Souza

banner-ebook-2
Recent Posts